RA D IOHE_A D/B_RA S IL

Fórum Brasileiro da Banda RADIOHEAD.
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 dúvida em "no surprises"

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2  Seguinte
AutorMensagem
Mat
Amnesiac
Amnesiac


Número de Mensagens : 3142
Idade : 26
Localização : Bahia
Humor : amnesiquiano
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: dúvida em "no surprises"   Sab Nov 06, 2010 11:10 am

Gente, tem um verso em "No surprises" q eu acho confusa a tradução.
alguém jah reparou?


"...This is my final fit, my final bellyache with"

Bellyache é "dor de barriga" literalmente??

alguém?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
AlanaWH
The Bends
The Bends


Número de Mensagens : 590
Data de inscrição : 24/09/2009

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Sab Nov 06, 2010 4:21 pm

oi Mat, eu respondi seu tópico -q
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
AlanaWH
The Bends
The Bends


Número de Mensagens : 590
Data de inscrição : 24/09/2009

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Sab Nov 06, 2010 4:21 pm

acho que é, mas não sei
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mat
Amnesiac
Amnesiac


Número de Mensagens : 3142
Idade : 26
Localização : Bahia
Humor : amnesiquiano
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Sab Nov 06, 2010 5:26 pm

foi tão esclarecedor, alana.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ruth
Administrador
Administrador


Número de Mensagens : 4147
Data de inscrição : 10/04/2008

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Dom Nov 07, 2010 12:29 am

Oh Mat, não tinha visto o tópico!

É dor de barriga sim, literalmente, mas a ideia é de desconforto, lembrando que o estômgado é considerado o centro nervoso do corpo, onde se armazem e refletem alguma instabilidade emocional, entende?
É como dizer´"é a ultima vez que vou sofrer por causa disso" ou "a última vez que isso vai me fazer tão mal" ao ponto de ter dor barriga, não é isso?


Última edição por ruth em Dom Nov 07, 2010 2:34 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mat
Amnesiac
Amnesiac


Número de Mensagens : 3142
Idade : 26
Localização : Bahia
Humor : amnesiquiano
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Dom Nov 07, 2010 1:34 pm

ahh ru
brigado


realmente, é q eu achei estranho ver esse verso numa música carregada de melancolia como no surprises pelo fato de "dor de barriga" ser uma situação engraçada.
não tinha pensando por esse seu ângulo.

Valeu!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
AlanaWH
The Bends
The Bends


Número de Mensagens : 590
Data de inscrição : 24/09/2009

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Dom Nov 07, 2010 1:49 pm

Ta vendo mat? foi por isso que eu não respondi hauhauha
nunca que eu ia saber isso, passei adiante!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Faust Arp
OK Computer
OK Computer


Número de Mensagens : 1472
Data de inscrição : 13/08/2009

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Dom Nov 07, 2010 1:53 pm

Eu concordo com a Ruth, e não tinha visto o tópico, até ontem quando vc falou Mat, eu fiquei voando...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ruth
Administrador
Administrador


Número de Mensagens : 4147
Data de inscrição : 10/04/2008

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Dom Nov 07, 2010 2:46 pm

Não sei como vcs entenderam, eu editei agora, mas tinha escrito "corto" no lugar de corpo, rsrsrs

Isso é genial no Thom, dentre tantas coisas geniais no estilo dele, se ele dissesse "my final headache" todo mundo entenderia de pronto , mas cabeça está diretamente ligada a razão, se tivesse dito , "heartache", só emoção, daí ele usa uma metáfora de estilo corporal pra dizer que tudo descrito são só nuances do desconforto, e daí "bellyache" define isso, é tudo desconfortável, a questão é central precisa ir ao âmago da questão, então... "let me out of here" me livrem desse estado de profunda inquietação interior, muito brilhante my best author, ele é muito bom nisso.
Parei , eu me desmancho por No Surprises, é meu som preferido da banda, a letra que mais me toca do Thom, então... sou prolixa falando dela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Faust Arp
OK Computer
OK Computer


Número de Mensagens : 1472
Data de inscrição : 13/08/2009

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Dom Nov 07, 2010 7:28 pm

Muito bem colocado Ruth, o clipe também capta por demais essa questão do desconforto, é angustiante...interpreto também No surprises como uma morte gradual...tem todas as caracteristicas terminais, "This is my final fit, my final bellyache with" se você entende que as dores de barriga, os ataques as surpresas, tudo isso faz parte da experiência de se viver, então, quando ele fala que é o último ataque, a ultima dor de barriga é como se estivesse renunciando a tudo, sem forças para continuar, perdeu o vinculo com as coisas que nos prendem aqui...e a água que entra no capacete do Thom no clipe é crucial para entender isso...quem normalmente quer viver se sentiria inquieto, bateria a cabeça para se livrar daquilo e respirar, mas a água entra e ele fica inerte, ele n se movimenta, ela sai, mas não foi ele que fez algo para que saísse daquela situação, ela apenas cai e ele continua com a mesma expressão, inerte....é uma característica de alguém no estado de depressão profunda, nem seria mais melancolia e sim tristeza, na minha opinião.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Barsan
The Bends
The Bends


Número de Mensagens : 674
Idade : 42
Localização : Salvador / Bahia
Humor : Em paz com tudo e com todos!!
Data de inscrição : 10/11/2008

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Qua Nov 10, 2010 11:39 pm

Ok thami, mat e ruth, vcs estão indo no caminho certo. Entretanto, penso que cabe dizer aqui que No Surprises trata de dizer que ainda que tudo esteja um caos e que os perigos da vida estejam sempre rondando nossas cabeças, é preciso ter calma, não se desesperar. Acredito que quando o Thom vai relatando todo um sentimento de angústia, de tristeza e impotência, ele chega ao ponto de dizer que está sentindo "aquela dor de barriga", como quem diz "JÁ CHEGA, NÃO AGUENTO MAIS ISSO!!", porém vem o arremate: "No alarms and no surprises", ou seja, tudo vai ficar numa boa, tudo no final se resolve, então, "não fique alarmado, não fique surpreso", porque tudo passa. Para mim além de ser uma das mais lindas músicas da banda (e que me faria chorar copiosamente se tivessem tocado ela em Sampa), trata de alguém que está querendo na verdade levar as coisas de uma forma mais leve, mais zen (o andamento da música inclusive dá esse tom).

Bom, é isso aí, grande abraço à todos!! bye

Barsan
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ruth
Administrador
Administrador


Número de Mensagens : 4147
Data de inscrição : 10/04/2008

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Sex Nov 12, 2010 1:49 am

Here we go again.

Primeiro, Thami, vc que é uma teórica, eu acho que a arte do clipe ilustra sim, muito bem o som, mas claro, há uma tese sua, mas analisa o som (brilhante, é do Jonny, não?) ele é para ilustrar, mas pra mim, na verdade se contrapõe a idéia da letra, é propisitalmente uma cantiga de ninar, daí aproveito pro gancho na análise do Barsan (saudades) é uma pressão de fora pra dentro, entende? Todas as imposições de fora, essa angústia interior, ilustra o mostrado desde o naturalismo/realismo (sec.XIX- isso é pro Mat) que dizia "a vida como ela é" tipo dizer "não adianta brigar, a vida é assim, fazer o quê?" assim, pra mim No Surprises, há uma insinuação de reação "Bring down the government, they dont speak for us" há mesmo esse esmorecimento que vc fala, Thami, mas o verso fecha com "let me out of here" esboça uma necessidade, mais , um apelo quase desesperado "me tira daqui", então discordo do ponto que há uma desistência e aceitação da condição como há no clipe. e Barsan, "no alarms and no surprises", pra mim, é a voz da imposição, entende ? "silent, silence" tem conotação de "psiu, fica quietinho aí, dorme , não reclama mais" é uma grande ironia Barsan, não é literal, essa dubiedade de sentidos, é propria do Thom, mestre na ironia, não é msm? Percebe-se bem isso "I'll take a quiet life, a handshake of carbon monoxide" "vou levar uma vida tranquila de apertos de mão e monóxido de carbono", é irônico, não?

Discordem por favor, eu gosto bastante das colocações de vcs!

wub
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Barsan
The Bends
The Bends


Número de Mensagens : 674
Idade : 42
Localização : Salvador / Bahia
Humor : Em paz com tudo e com todos!!
Data de inscrição : 10/11/2008

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Sex Nov 12, 2010 2:14 am

Sinto muito mas, não há como discordar de vc, querida Ruth. Entretanto, devo fazer uma ressalva: realmente, o Thom está sendo brilhantemente irônico mas, perceba que depois do HTTT, o próprio (exceto pelas questões ecológicas), já não é mais tão cheio de birra como antigamente. Acredito que a música tbm revela além da ironia, uma certa tendência a mudar de atitude.

Bjos e saudades tbm!!

Barsan
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ruth
Administrador
Administrador


Número de Mensagens : 4147
Data de inscrição : 10/04/2008

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Sex Nov 12, 2010 2:18 am

Filhos Barsan, vc sabe bem como isso muda a cabeça de uma pessoa, as expectativas com o futuro e a indignação com as coisas erradas do mundo , não é?

Ultimamente tenho creditado ao Hail, maior importância do que sempre dei, é um disco fantástico msm!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
larissa-inrainbows
Pablo Honey
Pablo Honey


Número de Mensagens : 184
Idade : 19
Localização : Medina - MG
Data de inscrição : 29/01/2010

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Sex Nov 12, 2010 9:46 am

Concordo com o que vocês falaram aí em cima...
Acho que o Thom faz uma crítica sobre o mundo, sobre o governo que revolta as pessoas e sobre o trabalho cansativo, que desgasta pessoas, que acabam sem tempo pra cuidar de sua vida pessoal, seus família etc.. E a consciência de que ele sozinho não pode mudar isso, que o melhor é aceitar... Como a Ruth disse: "silent, silence" tem conotação de "psiu, fica quietinho aí, dorme , não reclama mais"

E quanto a dor de barriga aí, concordo também com o que vocês falaram, que seria a última vez que ele estaria se sentindo mal, que viveria uma vida calma e sem tantas preocupações...

Até!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=6824300572289569724
Faust Arp
OK Computer
OK Computer


Número de Mensagens : 1472
Data de inscrição : 13/08/2009

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Sex Nov 12, 2010 4:58 pm

Ruth, eu também adoro essas discussões, rs...confesso que viajo demais e agradeço a paciência de muitos de vocês em lerem as minhas viagens absurdas..mas voltando a No Surprises, entendo sim o que foi colocado por vocês, mas discordo na questão essencial; O Ok Computer, para mim, como já comentei por aqui, possui sim a influência do meio moldando o indivíduo, nisso concordo muito com você Ruth e por isso mesmo eu entendo que No surprises não é um consolo, a melodia como você disse remete a uma canção de ninar e por isso mesmo a encaro no seu aspecto psicológico mais trágico, os individuos que recorrem a elementos da infância é por que necessitam ser protegidos, assim como os Psicólogos colocam a questão da posição fetal para indicar extremo estado de descontrole ou depressivo. Acredito que a frase “No alarms and no surprises” é sim um ultimo estágio de depressão...de perda de interesse...Barsan permita-me discordar de você em relação ao seu pensamento de “[...] ainda que tudo esteja um caos e que os perigos da vida estejam sempre rondando nossas cabeças, é preciso ter calma, não se desesperar” uma frase me faz acreditar que No Surprises não traz esperança em si quando ele diz “Bruises that won't heal” feridas que não vão cicatrizar...daí o refrão mantrico de Sem alarmes e sem surpresas se configurar, na minha visão, como um alguém que além de se cansar da vida(como acontece com qualquer um em determinado momento) perdeu também o interesse por ela..O Silencio silencioso é arrasador gente, é como mil facas rasgando seu corpo ou melhor é como mil facas não rasgando o teu corpo, é o não sentir mais....o silencio silencioso é a perda de tudo...é o descontrole existencial, porque se no silêncio podemos expressar algo. e me parece que o Thom reforçou com a idéia de "silencio silencioso" um espaço onde o nada se configura absoluto.E fechando minha fala só para contra-argumentar comigo mesma se houvesse por parte da musica expressar um mínimo de interesse pela vida, olhem isso:


“You look so tired and unhappy
Bring down the government
They don't, they don't speak for us
I'll take a quiet life
A handshake of carbon monoxide"


Não é muito contraditório na música, o Thom sussurar algo com “Bote abaixo o governo, ele não nos representa" e mais adiante falar "eu viverei uma vida tranqüila, um aperto de mão do monóxido de caborno"..asuhau...Quem vive uma vida tranqüila, como viver uma vida tranqüila no mundo que ele pinta em Ok- Computer?? Ironia apenas. Não posso pensar em No surprises como um alento porque no fim do álbum tem The Tourist que, na minha opinião, é um ponto de quebra e também de saturação que amadurece em Kid A todas as suas nuances...então No Surprise para mim é a morte moderna não-imediata, é a morte dos apertos de monóxido de carbono, dos trânsitos congestionados, da perda dos momentos familiares, a morte do individuo mas que se mostra de forma gradual. A modernidade trouxe à tona tipos extremamente interessantes, acho que o Ok-C pinta bem eles, o andróide paranóico é um deles...Putz ficou longo demais, porém isso é em síntese o que penso para caracterizar No Surprises como uma morte gradual. O debate está ótimo, e para mim é sempre bom debater com pessoas tão respeitosas e maduras como vocês..
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ruth
Administrador
Administrador


Número de Mensagens : 4147
Data de inscrição : 10/04/2008

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Sex Nov 12, 2010 6:16 pm

Hum... bela tese Thami, mas é isso msm, é como acho que a letra e música mostram, eu só digo que não se pode esquecer, não se pode desprezar o verso "let me out of here" a súplica em si, é um fio mínimo de expectativa de quem algo (ou alguém) possa vir livrá-lo da angustia, não acha? Tudo em RH é muito pensado, acho eu, o fato de ser o backing do Ed, é pensado, não é pra ser o grito, é um sussurro lá no fundo pedindo por socorro, então, é desânimo sim, mas não é entrega, na minha opinião, não pode ser?

Sacou bem Barsan, Fitter Happier tem o mesmo climão de No Surprises, enquanto a letra fala de tudo que Thami descreveu, a música de fundo é triste, desalentada, né?


Última edição por ruth em Ter Nov 23, 2010 10:06 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Faust Arp
OK Computer
OK Computer


Número de Mensagens : 1472
Data de inscrição : 13/08/2009

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Qui Nov 18, 2010 11:23 pm

Ahhh obrigada Ruth...
Quanto ao "let me out of here" concordo inteiramente com você que seja uma súplica, isso encaixa perfeitamente no que penso da música mas ao invés de ver a música com um lado alentador vejo como algo bem mais crítico, e essa súplica é de alguém que por si só não consegue mais se erguer, e chega um momento que neste contexto a sensação que me passa é de entrega quando ele fala "no alarms e no surprises"....eu não consigo conceber essas palavras como acolhedoras pq no contexto do album não encaixaria, partindo do pressuposto que o Thom estaria traçando personagens do mundo moderno, o suicida seria um deles, mas n é um qualquer, é um suicida moderno, mas tb n quero que encarem a palavra suicida como entrega total e simplista na sua acepção mas visto aí como morte gradual, entrega da pessoa por não ter mais forças, não porque seja fraca mas pq o mundo desmorona justamente por ela não se encaixar nele....esses personagens de Ok-Computer, claro que não tou dizendo que o Thom criou personagens para compor o album pois não tenho nenhum relato dele para comprovar mas como nós temos como interpretadores e receptores da arte a licença para poder analisar da forma que quisermos e pudermos, assim como vc analisou ela nesse ponto, que se assemelha demais com meu ponto de vista mas divergimos apenas no ponto que acho que é esse da entrega...amooo tb essa música assim como o Ok Computer...mas em relação ao suicida queria frisar bastante no ponto que coloquei "morte gradativa", lenta e por isso mais dolorosa que é o que acontece com muitos mas a peculiaridade desse personagem é a esgotação máxima, que culmina no "let me out of here", é tipo um por favor me resgate pq eu não tenho forças, masss esse resgate pode ser tanto a vida como a morte...mesmo que muitos não concordem, o "tire-me daqui" "deixe-me sair daqui" " me leve embora daqui" é ambíguo por demais.... no meu ver é esse o ponto que divergimos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Barsan
The Bends
The Bends


Número de Mensagens : 674
Idade : 42
Localização : Salvador / Bahia
Humor : Em paz com tudo e com todos!!
Data de inscrição : 10/11/2008

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Qui Nov 18, 2010 11:59 pm

Meninas, eu até entendo em que sentido vcs estão interpretando No Surprises e também a ideologia que compõe OK Computer mas, cabe lembrar que embora o conceito geral desta obra seja mostrar um mundo caótico, perdido, melancólico e um tanto desesperador, vejam que existe o que podemos observar como um "divisor de águas": "Fitter Happier". Percebam como essa música em toda sua forma traz uma idéia de equilíbrio, organização e controle (que no caso só se consegue através de uma máquina). Então, voltando à No Surprises, não vejo um sentido suicida e sim apenas algo mais reflexivo - certo que de maneira sarcástica e melancólica ao estilo do Thom - um alerta, um pedido de socorro coletivo.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Faust Arp
OK Computer
OK Computer


Número de Mensagens : 1472
Data de inscrição : 13/08/2009

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Sex Nov 19, 2010 1:04 pm

Mas Barsan você não acha que Fitter Happier é justamente outra grande ironia do Thom?... uma imposição de uma "ordem" social contraditoriamente contrastando com o caos interno no individuo que ela mesma provoca, e culmina na ultima frase da música " a pig in a cage on antibiotics."? Um animal domado, por acaso o Thom escolhe um porco,uasuhaue, vivendo dopado numa gaiola. Não levo nem para o sentido do ser humano se transformar numa possível máquina, pq ele não é, ele sofre com todo esse processo, mas o que fica claro para mim é o seguinte, ele retoma uma ideia que está presente em Just, ele coloca assim:

One day he'll get to you
And teach you how to be a holy cow

É exatamente a questão de amoldamento, de se criar uma homogeneidade algo que nunca deveria ser pensado porque a diversidade é um fato: há homossexuais, há negros, há brancos, há mulatos, há roqueiros, há mulçumanos, ou seja, dentro dessa visão o processo de homogenização é uma violência, e ele foi historicamente falando, basta olharmos pro nosso país para percebermos a diversidade de linguas de povos indigenas que viviam aqui(denota que mesmo entre o que chamamos de indigenas não havia qualquer unidade), o extermínio deles, a vinda dos Africanos retirados do seu berço cultural e hoje esses grupos são visto como as minorias(uma das minorias) que TEM que se encaixar no padrão Europeu que a nossa sociedade tanto valoriza, e diga-se de passagem impôs à sangue...por isso a gaiola é, para mim, a alegoria principal da música e Fitter Harppier é genial em trazer esse contexto à tona...Em Just ele fala "um dia eles te pegam e te ensinam como ser uma vaca santa", é como se o Thom reconhecesse e tivesse aquele estalo " Não, mas peraí, nós temos nossos instintos, temos nossos valores mas tão querendo nos domar e nos tornar algo que não somos, somos desiguais, somos diversos e por isso únicos" pq nos transformar em vacas santas? Porque uma vaca santa não dá coices, não planeja revoltas, não reinvindica espaço na sociedade, ela é uma espécie de porco numa gaiola a base de antibióticos...trazendo para No Surprise é o outro ponto da questão, é como se o Thom falasse: "sabe aquele porco lá da gaiola? Quer saber como ele se sente? Taí!" ele vai definhando, não é tão fácil de observar isso pq há um muro de ilusões permeando a realidade em todos os pontos, em todos os aspectos, os antibióticos fazem o processo ser menos perceptível, mas anestesiado. Barsan, que bom que vc está participando mais no forum ultimamente Smile ...foi apenas uma contra-argumentação da miha parte, fique livre para dicordar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ruth
Administrador
Administrador


Número de Mensagens : 4147
Data de inscrição : 10/04/2008

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Ter Nov 23, 2010 10:00 pm

Eu falo que a Thami faz errado, fazendo direito, vá dissetar bem assim lá...

Perfeito Thami!

Eu também estou amando o Barsan, queria que todos palpitassem muito, as letras da RH não são nunca óbvias, o próprio Thom fala que queria escrever letras "fantásticas", acho eu fazendo menção ao realismo fantástico, onde o real parece absurdo e o absurdo é tido como real, enfim essa inversão de nossos tempos.
Quanto ao porco, as vezes penso que ele pode ter feito alusão aos "porcos" do Animal Farm. A vaca santa o povo subjugado pelo governo inglês, os indianos, lá a vaca é santa né? É um povo pacífico que teve como lider o Gandhi, fizeram as grandes "revoluções" submissos a doutrina dos ingleses, não é?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Faust Arp
OK Computer
OK Computer


Número de Mensagens : 1472
Data de inscrição : 13/08/2009

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Qui Nov 25, 2010 7:41 pm

Embarassed Obrigada Ruth, você ainda vai me fazer largar o Direito...rs
Você tem razão, o porco mencionado pelo Thom deve ter relação sim com o romance de Orwell...todo o Ok-Computer acaba passando pela "destopia" de Orwell...
È verdade, em relação às letras fantásticas do Thom, tem mesmo esta questão do real se confundindo e de certa forma se agregando ao absurdo, a estética moderna trouxe isso, Kafka, por exemplo.
Agora, muito interessante essa informação que vc trouxe sobre a vaca santa, de fato, a religião Hindu cultua as vacas...se me lembro há criticas de que Gandhi e seu pacifismo freiaram a verdadeira revolução Indiana, que viria com força descumunal...É meio parecido, fazendo uma analogia, ao caso da independência do Brasil, porque os demais países da américa fizeram suas revoluções de fato, o povo foi para as ruas, houveram conquistas de direitos.Já aqui, para se manter as bases do antigo Estado colonial, Dom Pedro proclamou a "independência". Chega a ser um absurdo ao se pensar num país independente da Metrópole mas que tem como chefe de governo e de Estado um português, e o pior, da família real Portuguesa..asuhsuahus...não é a toa que o Brasil convive com as sequelas de uma "independência" imposta de cima para baixo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ruth
Administrador
Administrador


Número de Mensagens : 4147
Data de inscrição : 10/04/2008

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Qui Nov 25, 2010 8:49 pm

Vc me fez lembrar de um conto do Machado de Assis, falando não sobre a Independência, mas sobre a mudança de império pra República "Sereníssima República", onde na ironia cortante machadiana, ele conta que era uma placa de bar "Bar do Império" que qdo da república o dono mudou para "Bar da República", é que essa teria sido a única mudança significativa notada com a troca de regime. Razz
O Machado é ótimo msm!

Faz Direto e não abandone a literatura, se arrumar saúde, faz tbm depois, ok?!

Voces conseguem fazer relação de um som pra outro, como o Barsan fez de Fitter Happier com No Surprises?

Aliás mercham sem segundas intenções, a Les colocou no site um tópico pra discussão dos sons,

http://www.thomyorkebr.webs.com/


É só se cadastrar de dar lá o seu pitaco, ok?!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Faust Arp
OK Computer
OK Computer


Número de Mensagens : 1472
Data de inscrição : 13/08/2009

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Ter Nov 30, 2010 11:12 pm

Vou me cadastrar sim Ruth, eu adoro esse site, sempre dou uma passada lá....
Concordo, Machado é mestre mesmo, rs!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
ruth
Administrador
Administrador


Número de Mensagens : 4147
Data de inscrição : 10/04/2008

MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Qua Dez 01, 2010 12:48 am

yhumbsup
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: dúvida em "no surprises"   Hoje à(s) 11:23 pm

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
dúvida em "no surprises"
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 2Ir à página : 1, 2  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Curiosidades interessantes da vida de Michael Jackson
» Parabéns Fórum Contrabaixo BR - 1 Ano de Vida!
» Vida Util das cordas...
» Corda - Dúvida
» Luizão Maia na música "Vida Real"

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
RA D IOHE_A D/B_RA S IL :: RADIOHEAD :: Interpretações das Letras-
Ir para: