RA D IOHE_A D/B_RA S IL

Fórum Brasileiro da Banda RADIOHEAD.
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seLogin

Compartilhe | 
 

 Poemas

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3 ... 10 ... 19  Seguinte
AutorMensagem
Radiohead Brasil
Administrador
Administrador


Número de Mensagens : 1539
Localização : Andrômeda
Data de inscrição : 10/10/2008

MensagemAssunto: Poemas   Qui Jul 09, 2009 1:13 pm

Vou postar aqui a pedido do Rafa, um e outro poema meu...é so pra interagir com a galera, nada de ambicioso por favor...=]

SAIL TO THE MOON













Vi pessoas humildes se reunindo com suas almas gigantes
E sentir a eternidade como quem sente uma chuva inesperada
Na contra mão dos corações soterrados de tristezas.
Mergulhar na eternidade, com seus dentes sublimes de um tubarão imaginário
Devorando com destreza poética a mim,
É devorar buracos negros insatisfeitos e contemplativos de imensas tempestades
As vezes, maior que nossas próprias sombras.
Essas pessoas tinham nos olhos suas próprias almas penduras nas pálpebras
E suas vibrações sonoras ensurdecem
Com rosnar de violinos e gritos-pianos as horas mortas de sentir.
O que é um delírio
Perante crianças brincando no vasto campo aberto de si mesmas?
O que é a insatisfação perante o olhar recipocro dos invencíveis amantes
Pendurados na magia sentimental das almas?
Penduro a chuva na minha pulsação noturna
E canto a canção de flutuação inesgotada.
As vezes minha desafinação pulsa por longos quilômetros
Acorrentada às nuvens ilusórias de mim mesmo,
Mas sempre volto... Como pequenos versos sublimes
Com litorais de criança com brinquedos mágicos
Que se se cercam em volta da existência
Como quem ouve os conselhos de todos universos.


João Leno Lima

Há se ressaltar uma coisa. O Titulo do poema é sim o titulo da música do Radiohead mas o poema não faz referencia a música em si. Só apenas, emprestei esse titulo lindo, para um poema que nasceu de uma viagem que fiz para o interior do Pará, e vi como algumas pessoas valorizam a familia, valorizam estar reunidas para celebrar nem que seja uma café ou uma boa contar alguma historia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dnn.
OK Computer
OK Computer


Número de Mensagens : 1407
Localização : Porto Alegre
Humor : Zorra Total (piadinha retardada )
Data de inscrição : 19/06/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Qui Jul 09, 2009 8:26 pm

Nossa cara,tri bala *----*

Eu queria saber escrever '---'

''Vi pessoas humildes se reunindo com suas almas gigantes'' adorei essa frase!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Radio
Pablo Honey
Pablo Honey


Número de Mensagens : 441
Idade : 30
Localização : Ribeirão Preto
Humor : Social
Data de inscrição : 24/03/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Qui Jul 09, 2009 9:22 pm

Você é escritor? jornalista?
Ambição é fundamental; ganância, desnecessária!
Conta mais aí...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rafa-RH
Administrador
Administrador


Número de Mensagens : 3928
Idade : 28
Data de inscrição : 30/03/2008

MensagemAssunto: Re: Poemas   Sex Jul 10, 2009 7:51 am

EriihDnn escreveu:

''Vi pessoas humildes se reunindo com suas almas gigantes'' adorei essa frase!

[2]
affraid


Sail To The Moon é o título mesmo?
me lembrou muito mais Pyramid Song... hue

_________________

If I get old, I will not give in. But if I do, remind me of this.
Remind me that, once, I was free. Once, I was cool; once, I was me.

w.a.s.t.e. central
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Radiohead Brasil
Administrador
Administrador


Número de Mensagens : 1539
Localização : Andrômeda
Data de inscrição : 10/10/2008

MensagemAssunto: Re: Poemas   Ter Jul 14, 2009 9:20 am

Obrigado Pessoal, pelos comentários. Estou sem net em casa e só posso responder (enquanto espero a manutenção) aqui do trabalho. Vou postar outro poema =]


A INCERTEZA DO POETA
Titulo do Poema retirado de um titulo do Quadro de Giorgio de Chirico





Vomitas em mim passagens secretas
Cuspo em ti litorais imaginados.
Nossa união parcial é vista com desconfiança para o mundo.
A união do poeta com sua poesia
É um crime acreditado pelo possível.
As palavras rugem de fome desbravada
E engolem cada verso com afiadas mandíbulas de sonhos.
Quem eu sou ou quem somos não importa
Se é do coração que narramos os acontecimentos.
Minha febril insatisfação paga a passagem do ônibus
E sente no lado invisível da janela.
Estou solto como um vento que esrosco-me pelos sapatos do desconhecido,
Sou a pedra no sapato dos loucos solitários que se desfaçam de gelo.
Nos jornais ainda não estão estampados a desolação de um coração sem sentido.
Nas manchetes ainda não foram discutidas as novas razoes lúdicas do poeta
E o parto de novos poetas surgindo na horizontal fronte do mundo.
A queda repentina na bolsa não é tão dilacerante quando a queda de si mesmo.
Sou parte dos mecanismos, mas não a expressão absoluta deles.
Prefiro as músicas que levam além das correntes nos pescoços desabrigados.
Dou passos largos rumo à casa da musa amiga de todos os abismos,
Dou passos largos escrevendo ofícios despoeticos
Com a pressa de uma poesia encarnada.
Sinto vulcões quase sempre
E sinto os cabelos ao vento das crianças ao correr nas suas próprias dimensões,
Deus afaga-me com raios do tamanho de um verso!.
Perco-me entre os corredores de um poema,
Pulo as vírgulas, dobro pelas consoantes,
Atravesso os longos períodos, tropeço pelas reticências inacabadas,
Desacredito que estou existindo então
Existir é o ato de sentir
Cubro-te com meu manto de versos indesejáveis
E transbordo-me para as margens do poema.















João Leno Lima
01-07-09
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mat
Amnesiac
Amnesiac


Número de Mensagens : 3142
Idade : 26
Localização : Bahia
Humor : amnesiquiano
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Seg Jul 20, 2009 10:02 pm

Leno meu irmão! Q bom q vc tá postando os poemas aqui!

Qualquer dia desses será q posso postar um dos meus aqui?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Radio
Pablo Honey
Pablo Honey


Número de Mensagens : 441
Idade : 30
Localização : Ribeirão Preto
Humor : Social
Data de inscrição : 24/03/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Seg Jul 20, 2009 10:17 pm

Mat escreveu:
Leno meu irmão! Q bom q vc tá postando os poemas aqui!

Qualquer dia desses será q posso postar um dos meus aqui?

morri

POSTA UÉ...quero ler...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mat
Amnesiac
Amnesiac


Número de Mensagens : 3142
Idade : 26
Localização : Bahia
Humor : amnesiquiano
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Seg Jul 20, 2009 11:21 pm

Arrow


Última edição por Mat em Seg Ago 10, 2009 11:13 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Radio
Pablo Honey
Pablo Honey


Número de Mensagens : 441
Idade : 30
Localização : Ribeirão Preto
Humor : Social
Data de inscrição : 24/03/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Ter Jul 21, 2009 4:47 pm

Eeeeee terra de Jorge Amado hein... é o nosso Jorge do fórum...
Bem legal Mateus, outro dia te chamei de Matias...kkk...vc n falou nada, achei que fosse esse o seu nome...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mat
Amnesiac
Amnesiac


Número de Mensagens : 3142
Idade : 26
Localização : Bahia
Humor : amnesiquiano
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Ter Jul 21, 2009 7:29 pm

Achei q era só um apelido legal! haushaushaus........ Nossa! Tô honrado em me comparar com o Jorge! Cool

Fiz 19 anos e ninguém me deu os parabéns..... Sad
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Dnn.
OK Computer
OK Computer


Número de Mensagens : 1407
Localização : Porto Alegre
Humor : Zorra Total (piadinha retardada )
Data de inscrição : 19/06/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Ter Jul 21, 2009 9:07 pm

Parabens Mat xD
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Radio
Pablo Honey
Pablo Honey


Número de Mensagens : 441
Idade : 30
Localização : Ribeirão Preto
Humor : Social
Data de inscrição : 24/03/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Ter Jul 21, 2009 11:21 pm

PARABÉNS, MATEUS!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mat
Amnesiac
Amnesiac


Número de Mensagens : 3142
Idade : 26
Localização : Bahia
Humor : amnesiquiano
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Ter Jul 21, 2009 11:38 pm

Surprised 


Última edição por Mat em Seg Mar 10, 2014 12:30 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Radio
Pablo Honey
Pablo Honey


Número de Mensagens : 441
Idade : 30
Localização : Ribeirão Preto
Humor : Social
Data de inscrição : 24/03/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Ter Jul 21, 2009 11:41 pm

O pema lá de cima, do L, INCERTEZA... , parece um pouco naturalista/realista? bem legal...

O último do Mat exige os sentidos, simbolista? naturalista? hum... quais escolas vcs têm como base? ou nem pensam nisso? os 2 tb tem um pouco de modernismo/decadentismo.... me sentindo o crítico agora (rs), mas dá p entender mesmo sem tentar rotular por escolas. A questão é deixar fluir, não?! ...

Ah, meu nome é Athos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mrs Marmite
OK Computer
OK Computer


Número de Mensagens : 1841
Idade : 27
Humor : I twitch and I salivate
Data de inscrição : 07/10/2008

MensagemAssunto: Re: Poemas   Qua Jul 22, 2009 10:09 am

afe, é mateus então?
eu vi o Radio te chamando de matias e achei que fosse... ah agora vai ficar matias mesmo hahaha
e parabéééns! (depois vou ler todos os poemas, juro)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Radiohead Brasil
Administrador
Administrador


Número de Mensagens : 1539
Localização : Andrômeda
Data de inscrição : 10/10/2008

MensagemAssunto: Re: Poemas   Qua Jul 22, 2009 11:18 am

Continuando as postagens...=]

LIMIARMENTE



Preciso encontrar o verso que traduza o intraduzível.
Aquele que produzirá dimensões
Engolidoras de bolas de fogo dos nossos destinos.
Homens, mulheres, crianças,
O abrigo nunca será minúsculo.
Preciso encontrar o verso que traduza...
Vago pela Rua Vinte e um de abril,
Pela Julio cordeiro, entre a praça e Vênus,
Entre o supermercado e as cavernas da angustia,
No alvoroço das locomotivas transbordando
E no silencioso olhar de estrelas.
Preciso encontrar o verso que traduza...
Nem a ligação telefônica nem os fraseados de blues
Que formam a trilha sonora são capazes
De encontrar o âmago,
Fui arremessado nos estreitos instantes desconhecidos
Por anjos-litorais por onde caminho sobre suas pálpebras
Por certezas que sobrevoam as ruas
Como pássaros descompassados delirantes.
Mesmo assim preciso encontrar o verso que traduza o intraduzível.
Confesso, não há nada nem ninguém
Além de mim na extremidade.
Nada
Além de doses cavalares de silencio,
Gemidos-antidotos balbuciando pianos,
Gotas de mãos caindo feito chuva desencarnada,
Germes que saem dos cabelos dos sentidos.
E cala-me!
Nenhum sentido além das esquinas e dos camelôs invisíveis,
Nenhum sentido além dos outdoors do acaso,
Nenhum sentido além dos vultos
Que sobem e descem dos ônibus pedindo a si mesmos,
Nenhum sentido além das escadarias do momento desmagico.
Não, ainda preciso encontrar o verso que traduza,
Essa...
Impaciência inatingível, essa inquietação herdada
Dos abismos, esse desejo fugitivo que
Veio com o sangue das nuvens, essa
Pressa elementar passada
Subconscientemente pelos cometas,
Essa materia-queda que ouviu os
Conselhos da chuva essa desmotivação
Motivada pelas horas gesticuladoras.
Esses dedos tocando o rosto como um
Poeta escrevendo um verso.
Olhares se entrelaçando como rios e peixes
Como um poeta no centro do poema,
Gestos contidos do bebe dialogando com o novo mundo
Como um poeta procurando o primeiro verso,
Seres enormes carregando nos
Braços o espírito numa tarde Celestial,
Como um poeta Levando nos colos seus novos versos para serem lidos,
Sorrisos colidindo com
Os raios solares e criando rajadas
Que penetram nos poros do impossível que baixa a guarda
E desliza sobre as
Linhas do poema.






Cala-te!




Não passas do encontro das águas das lagrimas de Deus
Sob a consciência coletiva da natureza,
Não passas de lábios tocando no vento
E mudando seu percurso rumo
As extremidades dos desejos demasiadamente humanos
Não passas do dialogo eterno entre os anjos,
Não passas da profanação entre
Homens e mulheres sob a benção dos deuses,
Não passa de matéria escura
Que compõe todo o universo perfeito,
OH poeta!
Não percebes que não há palavras que defina?
Não percebes que o intraduzível
É a tradução que compõe os seres?

João Leno Lima
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Skanker
KID A
KID A


Número de Mensagens : 2250
Localização : Mogi Guaçu - SP
Humor : Com preguiça de floodar
Data de inscrição : 05/01/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Qui Jul 23, 2009 6:14 pm

Não li nenhum, mas lerei qualquer dia Smile [+Preguiça hoje]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mat
Amnesiac
Amnesiac


Número de Mensagens : 3142
Idade : 26
Localização : Bahia
Humor : amnesiquiano
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Qui Jul 23, 2009 7:49 pm

Gente, meu nome é Mateus.



Última edição por Mat em Seg Mar 10, 2014 12:32 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mat
Amnesiac
Amnesiac


Número de Mensagens : 3142
Idade : 26
Localização : Bahia
Humor : amnesiquiano
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Qui Jul 23, 2009 8:09 pm

Leia mesmo, dex. quero sua opinião. Gosto de ti, pacas!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Radio
Pablo Honey
Pablo Honey


Número de Mensagens : 441
Idade : 30
Localização : Ribeirão Preto
Humor : Social
Data de inscrição : 24/03/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Qui Jul 23, 2009 9:15 pm

Então, vou ler os que o Leno postou agora... como confio em vcs, jah q até foto minha eu postei, posso dizer, mais uma vez, que me chamo Athos, porém, me chamem como quiserem: pelo nick ou pelo nome.

Smile
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mat
Amnesiac
Amnesiac


Número de Mensagens : 3142
Idade : 26
Localização : Bahia
Humor : amnesiquiano
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Qui Jul 23, 2009 10:57 pm

Rolling Eyes 


Última edição por Mat em Seg Mar 10, 2014 12:33 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Radio
Pablo Honey
Pablo Honey


Número de Mensagens : 441
Idade : 30
Localização : Ribeirão Preto
Humor : Social
Data de inscrição : 24/03/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Qui Jul 23, 2009 11:17 pm

Fatalista... legal sim... thom
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rebeca
OK Computer
OK Computer


Número de Mensagens : 1464
Data de inscrição : 30/03/2008

MensagemAssunto: Re: Poemas   Sex Jul 24, 2009 11:13 am

Mat que sentimentos violentos.
Só não li ainda o último do Leno, dps comento. Mas continuem postando.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mat
Amnesiac
Amnesiac


Número de Mensagens : 3142
Idade : 26
Localização : Bahia
Humor : amnesiquiano
Data de inscrição : 27/06/2009

MensagemAssunto: Re: Poemas   Sex Jul 24, 2009 11:52 am

Question 


Última edição por Mat em Seg Mar 10, 2014 12:34 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rebeca
OK Computer
OK Computer


Número de Mensagens : 1464
Data de inscrição : 30/03/2008

MensagemAssunto: Re: Poemas   Sex Jul 24, 2009 3:29 pm

Dá um bom título para um livro.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Poemas   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Poemas
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 19Ir à página : 1, 2, 3 ... 10 ... 19  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Por Que Poemas Goticos São Tão Lindos???
» Veríssimo é muito engraçado...
» Poesia portuguesa...
» Crimson Butterfly - Seu Doce Arrpendimento
» Qual desses poemas vocês ''recitariam'' para o Tokio Hotel ?

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
RA D IOHE_A D/B_RA S IL :: OFF :: Divulgação-
Ir para: