RA D IOHE_A D/B_RA S IL

Fórum Brasileiro da Banda RADIOHEAD.
 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 [1993] Pablo Honey

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Rafa-RH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 3928
Idade : 28
Data de inscrição : 30/03/2008

MensagemAssunto: [1993] Pablo Honey   Ter Set 22, 2009 9:50 am

PABLO HONEY

Escrito por Radiohead
Produzio por Sean Slade & Paul Q. Kolderie
Gravado no Chipping Norton Studio, Oxfordshire
Mixado por seab Slade & Paul q. Kolderie no Fort Apache, Roxbury
Pós-produção por Chris Blair em Abbey Road
Gravado entre Setembro - Novembro de 1992
Lançado em 22 de fevereiro de 1993

Faixas:

01 You
02 Creep
03 How do you?
04 Stop whispering
05 Thinking about you
06 Anyone can play guitar
07 Ripcord
08 Vegetable
09 Prove yourself
10 I can't
11 Lurgee
12 Blow out

_________________

If I get old, I will not give in. But if I do, remind me of this.
Remind me that, once, I was free. Once, I was cool; once, I was me.

w.a.s.t.e. central
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Rafa-RH
Administrador
Administrador
avatar

Número de Mensagens : 3928
Idade : 28
Data de inscrição : 30/03/2008

MensagemAssunto: Re: [1993] Pablo Honey   Ter Set 22, 2009 9:51 am

Resenha
Por Alex Barsan



Era fevereiro de 1993 quando Pablo Honey foi lançado. Radiohead se tornou uma das bandas mais inventivas do rock até hoje e seu álbum de estréia tinha tudo para não ser notado, pois, segundo a crítica britânica, se trataria apenas de mais uma bandinha e mais um disco sem futuro para cena “brit pop” da época. Era pra ser só mais um disco de rock entre tantos outros, mas, a história, a começar deste disco em especial, provou justamente o contrário.


Pablo Honey é o álbum do Radiohead que certamente está há galáxias de distância de seus sucessores, sobretudo, em matéria de harmonia, melodia e arranjos, é tecnicamente pouco produzido, e segue uma linha sonora que vai mesclando climas bem intensos, com momentos de aparente calmaria, guitarras distorcidas e viajantes – tipo Sonic Youth, Pixies e Nirvana. Compostas por Thom Yorke (vocal e guitarra), Ed O’brien (guitarra), Jonny Greenwood (guitarra), Colin Greenwood (contrabaixo) e Phil Selway (bateria), no estilo noise rock, com uma bateria simples, mas, vigorosa e um contrabaixo que segura bem à onda, em 12 canções de teor altamente introspectivo.


You é a faixa que abre o disco. Com um dedilhado simples, mais tarde ela segue com guitarras dilacerantes, tem Blow Out e sua batida meio bossa nova misturada com uma barulheira e um final apoteótico, além das belas baladas I Can’t e Lurgee.


Se na parte musical Pablo Honey pode parecer tosco e sem novidades, as letras do até então desconhecido gênio Thomas Edward Yorke, sem dúvida já se apresentam com um merecido destaque. São situações que perpassam por sentimentos de dor, angústia, sofrimento, existencialismo e inconformismo. Thom Yorke consegue ser irônico e sarcástico (Ripcord, How Do You? Prove Yourself, Anyone Can Play Guitar), até mesmo na forma como ele emprega seus vocais. Thom Yorke escreve de forma sincera e honesta com seus sentimentos, ele deixa bem claro seu jeito introspectivo, seu pensamento existencialista, sua inquietação em torno de seus desejos e suas frustrações que vão sendo exibidos de forma autobiográfica. Ele faz isso muito bem, em frases como “eu não sou um vegetal, não vou posso me controlar” (Vegetable), ou “eu me acabo e sangro para agradar você” (Thinking About You) e arremata “sinto que há algo errado / porque eu não consigo achar as palavras e eu não consigo achar as melodias / pare de murmurar / comece a gritar” (Stop Whispering).


Mesmo com tudo isso é em Creep - música que catapultou o Radiohead à condição de superbanda -, que Yorke se revela mais original possível, arrebata corações e mentes ao redor do planeta e que se identificariam com aquela mensagem emblemática: “Eu sou um verme, sou um esquisitão / Que diabos estou fazendo aqui? Eu não pertenço a este lugar”. Creep segue crescente, Thom mostra um vocal singelo, tenso e ao mesmo tempo potente, Jonny Greenwood e sua guitarra vão rasgando ao meio os anseios de alguém que quer apenas ser ou se sentir “especial”.


De um modo geral, Pablo Honey poderia ser considerado com um álbum que fala sobre autocomiseração (ou sobre como lidar com isso). Certamente o desejo do Thom foi atendido por suas músicas que tornaram a ele e seus companheiros de banda seres especial.

“So fucking special!!”

_________________

If I get old, I will not give in. But if I do, remind me of this.
Remind me that, once, I was free. Once, I was cool; once, I was me.

w.a.s.t.e. central
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
s2 Cillian Murphy s2
OK Computer
OK Computer
avatar

Número de Mensagens : 1031
Idade : 23
Localização : Cillian Murphy City
Humor : Love Cillian Murphy
Data de inscrição : 07/01/2009

MensagemAssunto: Re: [1993] Pablo Honey   Sab Nov 07, 2009 10:23 pm

O irmao mais velho de The Bends, Ok Computer, KID A, Amnesiac, Hail to the Thief e do Caçula In Rainbows..
O mais Rock Roll.. YOU s2 Uma das musicas mais exitantes Ao Vivo kk, Ouçam YOU LIVE ASTORIA.. parece que o Thom está tendo um Orgasmo de tao Exitante que é!! e sem falar de Creep que é uma das mais classicas de todos os tempos no Rock. s2
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.cillianmurphy.love.com
Dan
Sem gravadora
Sem gravadora
avatar

Número de Mensagens : 21
Idade : 23
Humor : Paranóico no mínimo
Data de inscrição : 15/02/2010

MensagemAssunto: Re: [1993] Pablo Honey   Ter Fev 16, 2010 9:23 pm

Pablo Honey é um disco que me faz bem pra viver, possue letras memoráveis e riffs extremamente deliciosos *-*. Adoro álbuns debutantes... Recomendo para todos os seres vivos desta galáxia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: [1993] Pablo Honey   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
[1993] Pablo Honey
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Pablo Leite
» A Taste of Honey - Boogie oogie oogie (1978). A baixista manda bem.
» Lulu Santos - Bem Brasil 1993
» SepulturA
» Quando Michael Jackson dançou em cima de uma cadeira

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
RA D IOHE_A D/B_RA S IL :: RADIOHEAD :: Discografia-
Ir para: